Enganos no amor

 

O destino está traçado
Sempre esteve ao que parece
E ignorou completamente
Minhas acusações de engano

Primeiro se mostrou em loucura
Depois em volúpia
Mais tarde se tornou um sonho
E depois uma invenção arbitrária

Em cada fase, em cada momento
Identifiquei falhas e erros
Enganos no amor, do amor
Sobre o amor

A loucura me matou
E me fez renascer
Sem ela eu não chegaria aqui
Louco, são e nenhum dos dois

A volúpia destruiu a ordem
Tudo se reduziu ao impulso
Soltou meus braços duros
Aprendi a dançar

Meu sonho me mostrou o caminho
Eu aprendi a andar
Num caminho de mentira
Minhas pernas estão fortes por isso

E a invenção abriu meus olhos
Não sou senhor do meu destino
Nem mesmo sei quem sou
Como posso dizer

Que há enganos no amor?

1 comentários:

musicpris disse...

ah o amor, sempre tão complexo...:)