Ela vem

Ela vem bem devagar,

Não há alvoroço.

Ela me cura assoprando de leve,

Sabe meu ritmo.


Ela monta o meu coração,

Um pedacinho de cada vez.

Não tem pressa,

Não me deixa inquieto.


Ela sorri bem suavemente,

Respira lenta e profundamente.

Anda na mesma velocidade que eu,

Ama da mesma forma que eu.


O meu mundo já foi invadido,

Muros pulados, portas arrombadas.

Mas ela tinha a chave,

Entrou sem danificar.


Ela não vem desestruturar,

Ela traz ordem, harmonia.

Não vem para me agitar,

Me traz paz, amor e bons sonhos.

o amor já foi avassalador e irracional. depois ele se tornou avassalador e racional. mas agora parece que se tornou calmo e racional. o tormento ja não existe, não neste momento...

vivendo e aprendendo...


1 comentários:

J Neto, The White Cat disse...

A Calma no amor é sempre o melhor atributo, pois nela podemos definir melhor atitudes e formas de amar e ser amado.
Lindo poema
Abraços