The Car



O tempo parou
Mas estava voando
Tudo silencioso
Mas com ruído insuportável

Porque assim?
Porque não lá?
Porque... ?
Destino, talvez?

Ainda sinto a marca
Os olhinhos fechados
Boca latejando
Transe, êxtase, paz

Estávamos num carro
Calor da pele, do coração
Diante do inimigo
O Frio, o gelo, A estrada

O carro veio atrás de mim
Mas eu estava na janela errada
Será que eu teria chorado vendo cena?
Mataria a saudade?

Quero passear lá novamente
Nos dias de sol frios
Noites de lugares estranhos
Estacionamentos calorosos...

Quero passear no carro...

2 comentários:

Mali Ueno disse...

que carro misterioso...
:p

Mali Ueno disse...

É coisa de burguesinha mesmo... mas nem ligo, se fiz um anarquista amar andar de carro, vou amar dar carona a voc~e mais vezes, te mostrar os lugares mais especiais da cidade que eu moro, pq você é especial o suficiente na minha vida para conhecê-la por inteiro. Je t'aime, mon grand. Io te voglio bene, mio ragazzo. I love you, sweetheart. Ego amo teipsum. E só não digo que te amo em mais línguas por ignorância. Mas com essas pelo menos metade do mundo entende que te amo.