Sobre a motivação da conversa

Não importa a quantidade de assuntos possíveis, e nem as circunstancias favoráveis ao diálogo. Uma conversa não acontecerá a não ser que ambos os lados estejam interessados nela, ou que um esteja tão interessado que seja capaz de mover o interesse do outro(o que nem sempre é possível).

Quando duas pessoas que querem conversar não têm qualquer assunto em mente elas olham ao redor e conseguem achar um assunto, e desse buscar memórias, contar coisas e pensamentos, para que a conversa continue, porque não estão interessadas em falar sobre um assunto, mas sim com uma pessoa. Assim é a motivação sentimental de conversa, que mantém um diálogo ativo entre casais por todo um relacionamento, por mais que pareça que eles já não tem nada a falar um para o outro.

Se a motivação para um diálogo é racional ele acaba assim que o assunto acaba, porque não há um desejo de conversar com uma pessoa, mas sim sobre um assunto. Se não há nenhuma motivação o diálogo nunca começa. Dizem oi e é só. Quando duas pessoas têm assuntos de interesse em comum e interesse sentimental em manter um diálogo, esse pode se prolongar por horas. Isso que é um diálogo realmente agradável.

Se você tenta conversar com uma pessoa e percebe que ela se esquiva com monossílabos, esteja certo de que para ela não há qualquer estímulo sentimental. Se usar palavras maiores, apesar de só fazer perguntas cortas e secas, é porque não se interessa em conversar, mas também se interessa em não te magoar. Se você parar de falar ela para de responder, e essa é a saída...

Conversas são empreendimentos que nem todos são capazes de sustentar…

1 comentários:

ahh.. Quem sou eu?!! disse...

Adoro seus textos!!! Parabéns!